Prémio Maria Cristina Portugal 2022

A RELOP anuncia a abertura de candidaturas ao Prémio Maria Cristina Portugal 2022, que pretende distinguir o melhor artigo técnico subordinado ao tema “Transição Energética”.

Esta é a segunda edição dos “Prémios Técnicos de Regulação” renomeados “Prémio Maria Cristina Portugal”, em homenagem à antiga diretora-executiva da RELOP, grande dinamizadora deste projeto, falecida em 2021.

Este Prémio pretende reconhecer a excelência dos quadros de regulação das entidades-membro da RELOP e promover a partilha de conhecimento.

O concurso é composto por um júri internacional, representando três continentes, e para o qual cada um dos membros da Direção RELOP indicou uma personalidade:

– Professor Doutor Antônio André Chivanga Barros, Professor no Departamento de Engenharias e Tecnologias do Instituto Politécnico de Tecnologias e Ciências (ISPTEC) – Angola

– Professor Doutor Renato Lima, Consultor da Unidade de Acompanhamento do Sector Empresarial do Estado (UASE) e Assessor para a regulação do Ministério de Finanças – Cabo Verde

– Professor Doutor Vítor Santos, Professor Catedrático no Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG) – Portugal

Para além de um certificado e publicação do artigo no site da RELOP, o vencedor receberá um convite para apresentar o artigo num evento internacional sob o patrocínio da Associação.

O prazo para a submissão de candidaturas encontra-se aberto até ao dia 21 de março de 2023. Para serem considerados a concurso os artigos deverão ter como autor ou coautor um colaborador de uma entidade membro da RELOP.

Boa sorte aos candidatos!

Maria Cristina Portugal, advogada de formação, ocupou cargos de destaque no setor de energia nos últimos anos. Ela faleceu no dia 8 de setembro de 2021.

Maria Cristina foi Presidente do Conselho de Administração da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos – ERSE, desde 2017, onde também ocupou cargos como Vogal do Conselho de Administração da ERSE e Presidente do Conselho Tarifário durante 15 anos.

Antes de ingressar na ERSE, Maria Cristina foi Vice-Presidente do Instituto do Consumidor e ocupou o cargo de Membro da rede de peritos da Comissão Europeia para um Quadro Comum de Referência em Direito Europeu dos Contratos, onde anteriormente representou o cargo de assessora técnica e Membro para a Reforma do Direito do Consumo e do Código do Consumidor; antes disso foi membro do Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados.

 Citação:O seu contributo para o desenvolvimento do setor energético português foi decisivo, assim como foi crucial o seu papel na estabilização do quadro regulatório que permitiu o grande impulso das energias renováveis” – João Pedro Matos Fernandes (ex-ministro do Ambiente e da Ação Climática de Portugal).

This site is registered on wpml.org as a development site.